Blog TKS

O que é preciso para fazer faculdade no exterior?

Por Fred Zerey 13 de Agosto de 2018 Planejamento Educacional


Fazer faculdade no exterior é o sonho de muita gente que almeja melhores oportunidades profissionais no futuro. Ter um diploma internacional é o primeiro passo para quem quer exercer sua profissão no exterior, além de ser um mega diferencial para quem pretende seguir carreira no Brasil. Mas o que um brasileiro precisa fazer para ser aceito em uma universidade no exterior? Será que isso realmente é possível?


Antes de tudo, é preciso entender que as características de um “vestibular” no exterior são muito diferentes do que é realizado no Brasil. Por isso, é necessário conhecer o processo de aplicação e as exigências de cada universidade pretendida. Para lhe ajudar, selecionamos as informações mais importantes sobre o assunto:

O que é preciso para fazer faculdade no exterior?

Escolher onde pretende estudar

Diferentemente do que acontece no Brasil, em outros países você não consegue fazer um único vestibular para depois escolher onde quer estudar. Nos Estados Unidos, por exemplo, é preciso selecionar as universidades de seu interesse e depois se aplicar para cada uma delas — e isso acontece em diversos outros países.

Seguir as exigências da universidade

Após escolher os locais onde gostaria de estudar, é hora de se aplicar para cada universidade, sendo que cada uma possui suas próprias exigências. Você terá que providenciar documentos, histórico escolar, provar fluência no idioma oficial do país, etc. Em alguns casos, terá que passar por uma entrevista antes de ser convidado a ingressar naquela universidade.

Fluência no idioma e testes de proficiência

Qualquer brasileiro que se aplica para uma universidade em um país no qual o português não é o idioma oficial, precisa fazer um teste de proficiência para provar que é fluente no idioma e que conseguirá acompanhar as aulas. Cada universidade exige um nível mínimo para aceitar um estudante, e o teste varia de país para país. Nos EUA o teste exigido é o TOEFL, enquanto no Reino Unido é o IELTS.


Para garantir a fluência no idioma e um bom resultado no teste de proficiência, a melhor opção é fazer um curso preparatório para o teste em específico.

Condições financeiras para custear o curso

O Brasil é um dos poucos países que oferecem universidades públicas sem custo algum para seus estudantes. Quem planeja fazer uma faculdade no exterior, a menos que consiga uma bolsa de estudos, precisará fazer um bom investimento financeiro nessa formação. Os valores variam de acordo com o país e com a universidade escolhida.

Curso preparatório para faculdade no exterior

Nada melhor do que estudar fora para se preparar para fazer uma faculdade no exterior. Existem diversos programas de intercâmbio que oferecem cursos de inglês ou de outros idiomas focados nos testes de proficiência. Cada teste possui suas características e para realizá-los é preciso muito mais do que apenas falar um outro idioma.


Por isso, viver no exterior, ter contato diário com a língua, praticar e adquirir fluência enquanto estuda para o teste de proficiência é a melhor maneira não só de conseguir um bom resultado, mas também de se preparar para assistir aulas na universidade em um idioma que não é o seu nativo.


Quer aumentar suas chances de ser aprovado em uma universidade no exterior? Então entre em contato conosco e solicite um orçamento para realizar seu curso preparatório no exterior.