Blog TKS

Viajar para o Canadá: por que esse deve ser o seu próximo destino?

Por Fred Zerey 15 de Março de 2017 Intercâmbio

Viajar para o Canadá tem se tornado, cada vez mais, uma alternativa para os brasileiros. Segundo o Ministério das Relações Exteriores, estima-se que cerca de 39,2 mil brasileiros morem no país atualmente. Impressionante, não?

No entanto, não é tão difícil entender porque essas pessoas elegeram o Canadá como novo destino, já que o segundo maior país do mundo tem 2 idiomas oficiais, fácil acesso, boas oportunidades e, claro, lugares belíssimos.

Quer saber mais sobre o Canadá? Confira 3 razões para você escolher o país como o seu próximo destino.

1. Facilidade em obter o visto para viajar ao Canadá

O Canadá oferece condições facilitadas para brasileiros que pretendem conhecer o país, seja para uma visita temporária ou para residência. Recentemente, o Ministério da Cidadania e Imigração do Canadá modificou algumas leis para tornar o processo ainda menos burocrático.

Entre as principais mudanças, pode-se citar a possibilidade de tirar um visto de múltiplas entradas e com maior duração. Além disso, com o visto de residência temporária é possível permanecer no país por até 6 meses e ainda realizar um curso durante esse tempo — ideal para quem pensa em fazer um intercâmbio ou se aprimorar nos idiomas oficiais: francês e inglês.

Outra mudança recente que deixou os brasileiros animados foi a possibilidade, para quem já tirou o visto canadense nos últimos 10 anos ou tenha o visto americano, de renovar o visto pela internet, com quase nenhuma burocracia. Basta seguir as instruções de preenchimento on-line para obter uma autorização eletrônica de viagem, ETA (Eletronic Travel Authorization), que segundo o próprio site, é expedida em alguns minutos.

Por fim, vale lembrar que, desde 2014, a companhia aérea Air Canada oferece voos diretos, saindo do Brasil, para o Canadá. Mais uma facilidade para quem pensa em conhecer o segundo maior país do mundo.

2. Oportunidades profissionais em alta

Além de apresentar um custo de vida relativamente mais baixo em relação aos Estados Unidos (entre 20 e 30%, dependendo do lugar), o Canadá ainda oferece boas oportunidades para profissionais qualificados.

Profissionais liberais, como médicos, engenheiros e especialistas em TI, estão entre os mais procurados, já que a oferta de trabalhadores canadenses nessas áreas ainda é pequena.

Além disso, pessoas com conhecimento técnico em gastronomia também são muito bem-vindas e têm grande facilidade em encontrar emprego no país.

3. Pontos turísticos de encher os olhos

Para quem gosta de uma bela paisagem natural, viajar para o Canadá pode ser uma excelente ideia! Desde as montanhas de Whistler, a vida cultural da Montreal, aliás 2*destino para estudos no hemisfério norte; 1* é Boston até linda cidade de Toronto. Opções não faltam. A seguir, confira algumas delas:

Cataratas do Niagara

Talvez o ponto turístico mais lembrado quando se trata do Canadá. As cataratas abrangem um conjunto de quedas d’água no rio Niagara, entre os lagos Erie e Ontário, na divisa entre o estado norte-americano de Nova Iorque e a província canadense de Ontário.

Consideradas as mais volumosas quedas d’água da América do Norte, o conjunto é uma visão impressionante!

Parque Nacional Banff

Declarado patrimônio nacional da Unesco, o Parque Banff é ideal para quem gosta de aventura: o lugar abriga um grande número de animais selvagens, como ursos pardos, alces, lobos, coiotes e linces.

As principais atividades mais procuradas pelos frequentadores são:

  • trekking;
  • montanhismo;
  • camping;
  • esqui;
  • banho nas fontes termais.

Torre CN

A CN Tower é o ponto turístico mais visitado no país. Famoso por oferecer uma visão panorâmica de Toronto, conta com 553 metros de altura (o equivalente a um prédio de 170 andares), fazendo dela a terceira maior construção do mundo.

Já sentiu o frio na barriga? Espere para andar sobre o chão de vidro da torre, que fica a 324 metros do solo.

Agora que você já conhece boas razões para viajar para o Canadá, que tal fazer as malas? Se você curtiu este post ou ainda tem dúvidas, conte pra gente aqui nos comentários.