Blog TKS

Bloqueios psicológicos num intercâmbio

Por Fred Zerey 1 de Março de 2017 Planejamento Educacional



Muitas são as dificuldades que se apresentam na hora de fazer um programa de intercâmbio no exterior .


Escolha do destino, qual escola escolher, curso básico ou intensivo?, ficar ou não numa residência estudantil e outras dúvidas que o estudante enfrenta antes de viajar.


Tão importantes quanto os itens acima mencionados são as nossas barreiras internas, aqueles pensamentos e idéias que nos levam para a incerteza, para o receio, nos remetem para baixo fazendo com que o sonho de estudar fora fique distante, muto distante de ser realizado.


Quero compartilhar com vocês essa barreiras psicológicas e que vou chama-las aqui de Macacos .

Imaginem macacos de diversas categorias falando bem dentro da sua orelha que você não é capaz para tal feito, que você é idoso demais, que você não tem tempo, que não vai dar certo,etc .


Os macacos que ficam nas costas das pessoas que estão querendo aprender ou aprimorar o conhecimento de um idioma são especialmente irritantes. O objetivo deste documento é fazer com que você identifique os macacos que estão nas suas costas e ajudá-lo a se livrar deles!



1. O MACACO DA LÍNGUA MATERNA

Você está sentado ao lado de alguém que tem a mesma língua materna que você. O que você faz? O macaco já está pendurado nas suas costas, sussurrando em seu ouvido...

“Não seja bobo em falar inglês com alguém que fala o mesmo idioma que você”.

Livre-se logo desse macaco! O curso que você faz na London School of English lhe oferece a rara oportunidade de usar inglês todos os dias, o tempo todo. Se, durante o curso, você começar a pular de um idioma para o outro, o seu progresso será lento. No início, pode até parecer estranho ficar falando em inglês com alguém que tem a mesma língua materna que você, mas em pouco tempo você se esquecerá disso, e o seu progresso será muito mais rápido.

E por falar em progresso...


2. O MACACO DO PROGRESSO

Esse macaco é particularmente inútil, porque ele fica sussurrando em seu ouvido...

“Cá entre nós, você não está se desenvolvendo o suficiente nesse curso. Já é quarta-feira e você não conseguiu progredir muito”!

Todos nós temos pontos fortes e pontos fracos, e o ritmo de aprendizado de cada pessoa é diferente. E, como em tudo na vida, o progresso no estudo não é “linear”. Por essa razão, em alguns dias você sentirá que se desenvolveu bem e em outros poderá achar que o seu desenvolvimento está mais lento.

Lembre-se que, sempre que você estiver usando inglês de alguma forma, você estará aprendendo. Talvez apenas não perceba isso no momento.

Por essa razão, não dê ouvidos ao macaco do progresso!


3. O MACACO DO STATUS

Esse macaco fica dizendo o tempo todo a você que uma pessoa na sua posição deveria ter um inglês muito melhor.

E aí você deve deixar bem claro para o macaco (certifique-se de que ninguém por perto esteja ouvindo!) que, pelo menos, você está investindo o seu valioso tempo para aprimorar o seu inglês, vindo à escola para estudar.



4. O MACACO DO PRECONCEITO SOBRE A IDADE

Esse macaco diz...

“Você já passou da idade de aprender. Você deveria ter feito esse curso há muito tempo. Por que se preocupar com isso agora? ”

Todos sabemos que nunca se é velho demais para aprender. Para muitas pessoas essa pode ser a primeira oportunidade em muito tempo de se concentrar em um aprendizado formal. Aproveite a experiência e tire o máximo proveito de cada oportunidade que ela lhe oferecer!

Desistir é para macacos... não para você!


5. O MACACO EXCESSIVAMENTE PREOCUPADO

“Mas... e se você fizer uma pergunta idiota?”

...é o que esse macaco fica dizendo a você. Não lhe dê atenção. Aqui todos têm o mesmo objetivo e precisamos abandonar o medo de cometer erros.

É claro que ajuda o fato de sermos todos adultos, amadurecidos, e, por essa razão, não há espaço para esse (nem para qualquer outro) macaco na sala.

Participe ativamente das aulas e pergunte o que quiser, quando quiser.


6. O MACACO DO TRABALHO

Você já sabe o que esse macaco está falando:

“Você já verificou seus e-mails? Com certeza deve haver alguma mensagem muito importante que você ainda não leu”.

Nós sabemos que, para muitos dos nossos clientes, é praticamente impossível ignorar completamente o trabalho.

Por isso, sugerimos que você combine uma rotina consigo mesmo (e com o macaco), de forma que você verifique seus e-mails, receba ou mande mensagens e faça seus telefonemas em determinados horários para que, no tempo restante, você possa se dedicar exclusivamente à tarefa de aprimorar o seu inglês.

7. O MACACO DA CASA

Família, amigos, filhos... ninguém está sugerindo que você os esqueça completamente, mas essa também é uma oportunidade para progredir de verdade, e você não deve se sentir culpado por estar investindo em si mesmo.

A sua estada para o curso será curta e terminará antes de você perceber. Por isso, procure manter o foco na sua tarefa aqui na escola. Temos certeza que seus familiares e amigos irão perdoá-lo por não manter, durante esse período, um contato tão frequente como quando você está em casa.

TIRE O MACACO DAS SUAS COSTAS!

Você está investindo um tempo valioso para fazer o curso. Por essa razão vai querer ter a certeza de tirar o máximo proveito de sua estada conosco.

Aproveite cada oportunidade e exercite uma autodisciplina que lhe permita ignorar o “sussurro no seu ouvido”. Isso fará com que você aproveite muito o curso e, no longo prazo, obtenha o retorno sobre o seu investimento nele.

Se precisar de alguma ajuda para se livrar dos macacos em suas costas, não hesite em vir falar conosco. Nós podemos ajudá-lo!